MATERNIDADE NA IDADE MÉDIA

“(…) no início da gravidez, a mulher deverá evitar ‘correr, saltar e fazer qualquer movimento que seja demasiado brusco; quando sente o movimento do feto deverá ‘comer e beber com temperança, viver amiga de Deus e viver alegre, pois que assim a alma ganha gentil hábito’; deverá abster-se de relações sexuais depois da concepção e depois do parto, e amamentar pessoalmente o recém-nascido, se quer ‘agradar a Deus e ao filhinho’”.

*

“(…) al inicio del embarazo, la mujer deberá evitar ‘correr, saltar y hacer cualquier movimiento que sea demasiado brusco; cuando siente el movimiento del feto debe ‘comer y beber con temperancia, vivir amiga de Dios y vivir alegre, pues que así el alma gana gentil hábito’; debe abstenerse de relaciones sexuales después de la concepción y después del parto, y amamantar personalmente al recién nacido, si quiere ‘agradar a Dios y al hijito'”.

Silvana Vecchio, “A boa esposa”, em História das Mulheres no Ocidente, Vol. 2, A Idade Média. Tradução para o espanhol: Caroline V Nogueira.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.