COMEÇO DA CESARIANA COMO PRÁTICA MÉDICA

“Por volta de 1900, a mortalidade materna desce para cerca de 2%. Então, mas só então, torna-se mais seguro dar à luz no hospital do que em casa. A combinação da anestesia e da antissepsia com os progressos em matéria de suturação permitem uma cirurgia audaciosa: a cesariana torna-se, no dealbar do século XX, uma prática corrente. (…) As parteiras entram como assalariadas nos hospitais e nas clínicas privadas; encontram-se aí em posição subalterna, sob as ordens dos médicos a partir de então todo-poderosos, e já não à disposição das parturientes. Uma forma tradicional de solidariedade feminina desorganiza-se, e as mulheres perdem toda a autonomia no domínio da reprodução. (…) Doravante o protector natural da mulher em trabalho de parto já não é o marido, mas o médico”.

*

“Alrededor de 1900, la mortalidad materna desciende a cerca del 2%. Entonces, pero sólo entonces, se vuelve más seguro dar a luz en el hospital que en casa. La combinación de la anestesia y la antissepsia con los progesos en materia de sutura permiten una cirugía audaz: la cesárea se convierte, en el proceso del siglo XX, una práctica corriente. (…) Las parteras entran como asalariadas en los hospitales y en las clínicas privadas; se encuentran allí en posición subalterna, bajo las órdenes de los médicos a partir de entonces todopoderosos, y ya no a disposición de las parturientas. Una forma tradicional de solidariedad femenina se desorganiza, y as mujeres pierden toda la autonomía en el ámbito de la reproducción. (…) De aquí en adelante el protector natural de la mujer en trabajo de parto ya no es el marido, sino el médico”

Yvonne Knibiehler, “Corpos e corações”, em História das Mulheres no Ocidente, vol. 4, O Século XIX. Tradução para o espanhol: Caroline V Nogueira.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.